Seguidores

8 de set de 2009

GOSTO Tanto de Você... PAI

Já ouvi dizer que, quando ÉDSON TRINDADE compôs esta música , se referia à uma sua filha que havia perdido há pouco tempo (na época)... Mas deve servir para a filha que perde seu AMADO PAI.


Gostava Tanto de Você Tim Maia
Composição: Édson Trindade

Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar...

Você marcou na minha vida
Viveu, morreu
Na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate...

E eu!GostO tanto de você
GostO tanto de você...

Eu corro, fujo desta sombra
Em sonho vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver prá não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você...

E eu!GostO tanto de você
GostO tanto de você...

Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar...

Você marcou em minha vida
Viveu, morreu
Na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate...

E eu!GostO tanto de você
GostO tanto de você...

Eu corro, fujo desta sombra
Em sonho vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver prá não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você...
E eu!GostO tanto de você
GostO tanto de você...

Eu gostO tanto de você!
Eu gostO tanto de você!
Eu gostO tanto de você!
Eu gostO tanto de você!
*
Meu PAIZINHO querido... Meu bebezinho... Tantas vezes eu te aninhei em meus braços... E agora, os meus braços estão vazios... sem o senhor... PAIZINHO... Te abracei todas as vezes que senti vontade, te beijei tanto e tantas vezes que nem sei contar mas... Na verdade PAI, não existe abraços suficientes, nem beijos, nem nada. Nada foi ou é suficiente. Eu queria ter abraçado mais, ter beijado mais, tudo mais, mais, mais... A dor que sinto é imensurável... Tem momentos PAIZINHO, que penso que não vou resistir e, vou mesmo me arrastar pelo chão, pelas ruas...
Já que, os meus filhos NÃO PRECISAM DE MIM, eu vivia pelo senhor... E agora?
PAI, está sendo tão difícil pra todos nós. Cada um a sua maneira, sente a falta da sua presença física entre nós...
O seu lugar na mesa, a garrafa de café sempre cheia, a sua xícara ao lado, o cinzeiro... Tudo me faz lembrar você. PAIZINHO, sinto minha alma rastejar de tristeza, quando me acordo, não quero levantar da cama. Não quero subir, não quero NÃO ver o senhor ouvindo o noticiário e depois , comentando indignado as barbaridades que acontecem...
PAI... Acredite: NESTE MOMENTO, NÃO EXISTE BARBARIDADE MAIOR QUE NÃO PODER TE ABRAÇAR, TE BEIJAR... MAIS, MAIS, MAIS...
PAI todos os dias eu demonstrava o quanto te amo. Ainda assim, queria ter podido fazer mais.
PAI até parecia que de alguma forma eu e o senhor sabíamos que este seria o seu último aniversário... Mandei e-mail's e recados e convites para todos os filhos e netos e bisnetos.
Eu queria que todos estivessem presente ao mesmo tempo, ao menos por um pouquinho, para um clic. Deu certo: TODOS VIERAM! Ficamos felizes! Temos uma foto com PAI, MÃE e seus OITO filhos... No momento de cortar o bolo, o senhor disse alto e em bom som que aquele era MESMO o seu último aniversário...
Oh PAIZINHO... Lembra do primeiro pedaço do bolo? Ano passado o senhor deu o primeiro pedaço pra uma nossa prima como uma maneira de dizer: SEJA BEM VINDA À NOSSA FAMÍLIA! SEJA FELIZ!!! Neste ano, meses antes do seu aniversário eu já o ameaçava: O primeiro pedaço é NOSSO! Das mulheres da SUA VIDA! O senhor me entrega o primeiro pedaço do bolo e todas nós vamos comer juntas (a MÃE, a NEME, a ISABEL, e... EU) e foi bem assim que aconteceu.
PAI, fico contente quando ao fazer o meu trabalho me lembro do que o senhor dizia: "QUEM TEM, CONTA DINHEIRO E QUEM NÃO TEM, CONTA HISTÓRIAS!!! Era bem assim, e ria gostoso! É assim que eu gosto de me lembrar do senhor PAI: RINDO e cantando "O RIO DE PIRACICABA..."
PAIZINHO, sei que o senhor nunca se esqueceria DA mãe, sua esposa por cinquenta e oito anos... nem de nenhum dos treze filhos que tiveram... Muito menos dos vinte e seis netos e, nem mesmo dos tantos bisnetos. Ah! E tá chegando mais um!!!
Bom PAIZINHO... O que eu quero dizer com todo esse blá, blá, blá é: ONDE VOCÊ ESTIVER NÃO SE ESQUEÇA DE MIM...
*
Não se Esqueça de Mim - Roberto Carlos
Composição: Roberto Carlos/Erasmo Carlos
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Com quem você estiver não se esqueça de mim
Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Mesmo que exista outro amor que te faça feliz
Se resta, em sua lembrança, um pouco do muito que eu te quis
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Quando você se lembrar não se esqueça que eu
Que eu não consigo apagar você da minha vida
Onde você estiver não se esqueça de mim
*
Porque eu PAIZINHO, nunca me esquecerei do senhor.
PAI, me aguarde! Eu sei que logo estarei aí com o senhor.
Até breve

Um comentário:

PROF. LENILDA disse...

Estou tão emocionada com as tuas palavras. Sabe, todo esse amor...é tão lindo!!! Tenha força, querida! Siga a vida, é difícil, mas necessário! Se precisar de palavras de carinho, conta comigo!Fica com Deus...