Seguidores

28 de fev de 2011

SELINHO de Qualidade

SELINHO de Qualidade
Vejam as regras:
*Repassar e avisar o selinho para 15 blogs e responder as seguintes perguntas:
Nome: Eliana Cavalcanti
Música: Adoro músicas! MPB é a minha preferida.
Humor: Alegria, alegria!!!
Cor: Lilás
Estação: Adoro a primavera.
Como prefere viajar: Bem acompanhada.
TV: Programas infantis; arte, artesanato e jornalismo.
Frase ou palavra dita por você: Sou fruto do sonho de DEUS.
O que achou do selo: Amei!!! Adorei, maravilhoso, muito obrigada mesmo!!! Não é o primeiro que recebo mas, o primeiro que consigo (com a ajuda da ofertante) passar para o meu blog.

A vida íntima de LAURA


A Vida Íntima de Laura
Clarice Lispector

Primeiro, como sempre, saí pela loja do Shopping Pátio Paulista convidando o público a assistir a Contação de História. Quando voltei ao espaço Kids, muitos já aguardavam ansiosos...
Apresentei o livro "O Mistério do Coelho pensante e outros contos" e, a história escolhida "A Vida íntima de LAURA". Nesta história a escritora Clarice Lispector aborda temas como o medo de morrer, o racismo e o fato de que mais importante do que ter beleza e riqueza, é ter um talento, seja ele qual for.
A protagonista desta história é, curiosamente, uma galinha que vive no quintal da Dona Luísa. É casada com o galo Luís e, de todas as galinhas daquele galinheiro, ela é a que mais ovos põe. Para representar Laura e sua família, usei luvas de borracha; para a galinha carijó usei uma luva de lã colorida... Os ovos, representei com sabonetes.
Laura é uma galinha com alguns defeitos tais como um pescoço muito feio e o fato de ser muito, mas muito burra mesmo. E, além disso, tem um medo terrível: o de ir parar à panela, mas se não conseguir escapar a esse trágico fim então... que seja comida pelo craque Pelé.
Como espectadores tínhamos duas Júlias e suas respectivas família, Guilherme, Andressa, Manuella e mais tantas outras crianças que participaram ativamente da história de LAURA, emprestando simpatia, generosidade, enfim.
Ao final, apresentei novamente o livro e, falei um pouco dos outros contos.
Segurando para apresentar por último A vida íntima de LAURA, as ilustrações...
Muito bom ter trabalhado esta história!

23 de fev de 2011

Coleções e séries: Princesas do Mar - Tartarugas em Perigo EditoraPanda Books
Autor: Fábio Yabu

Em Tartarugas em Perigo, Tata, a Princesa das Tartarugas, descobre uma porção de tartarugas doentes, que haviam comido toda espécie de lixo enquanto viajavam para desovar na praia. Para salvá-las e a seus ovinhos, as princesas se unem para o resgate.
Nesta apresentação usei tampinhas de garrafas pet de diferentes cores para representar as tartarugas, os polvos, estrelas do mar e tubarões... Uma sacola plástica para representar o lixo jogado ao mar...
No final, com todas as tartarugas (tampinhas) "salvas" dentro da sacola plástica, ficou o alerta:
LUGAR DE LIXO É NO LIXO. CADA UM É RESPONSÁVEL PELO LIXO QUE PRODUZ!!!

20/02/2011 Shopping Pátio Paulista

CUECAS E CALCINHAS: O CERTO E O ERRADO
TRADUTOR: Ana Paula Corradini
Editora: Panda Books

Guardar as cuecas? Certo. No freezer? Errado. Usar uma calcinha bonita debaixo do vestido? Certo? E ficar de ponta-cabeça? Errado. O livro traz uma abordagem irreverente sobre duas peças de vestuário que viram motivo de repreensão às crianças. Às vezes são largadas molhadas ou sujas pela casa, ou então são exibidas fora de hora. Essas e outras situações divertidas fazem a criança rir e pensar sobre o seu próprio comportamento.

E... falando em CUECAS E CALCINHAS... meninos e meninas... O que é permitido aos meninos? E às meninas?
Brincadeiras, afazeres domésticos, deveres, obrigações, direitos... Será que é tudo igual?
SIMMM! Tudo igual mas, menino não pode usar calcinha (lembrou o Héctor de 3 anos).

Para esta apresentação levei vários brinquedos artesanais e antigos: estilingue, pião, bolinhas de gude, apito, bonecas de pano, bonecas feitas com tampinhas de garrafas pet, outras feitas com potinhos de leite fermentado, grinalda, tules, panela, colher de pau...

OBS: Os pais se divertiram, se emocionaram ao lembrar das brincadeiras de suas infâncias. As crianças, se encantaram com o estilingue, com as bonecas de pano...

20/02/2011 Shopping Pátio Paulista

Quem matou Honorato, o rato!



Quem Matou Honorato, o Rato?
Lilian Sypriano

Na casa grande e amarela acontece coisa, que só você lendo para acreditar: Crimes, seqüestros, moradores misteriosos, fantasmas, gatos, ratos e um montão de gente aprontando a maior confusão.

Ao contar esta história primeiro, com a participação do público, construímos uma casa ao nosso gosto, depois formamos uma família IDEAL para morar nela.

...Honorato era um rato (representei-o com lã preta embaraçada) que aprontava bastante confusão, além de ser muito comilão. Todos, na casa amarela, tinham motivo para desejar o seu sumiço, mesmo que fosse perambulando para comer um queijo suíço. Numa noite, que maldição!!! Foi encontrado o Rato Honorato da Silva Xavier mortinho sobre a pia, com a barriga inchada feito bola de sabão. A polícia foi chamada para o caso esclarecer, e todos foram considerados suspeitos pela morte do pobre ser. O perito (representado por uma lupa) veio, fez uma varredura no local, procurando pistas, digitais, qualquer coisa que indicasse o assassino do pobre rato. Então o "corpo do rato" foi retirado do local. Levado ao IML... Com tantas bolinhas de sabão que lhe saíam pela boca (usei bolinhas de sabão), o médico legista não demorou para descobrir a causa morte (???) do Rato Honorato da Silva Xavier "Morto" (seu novo sobrenome). Então, a família que morava na casa, comovida com a falta de parentes presentes para o reconhecimento do corpo e sepultamento do rato, preparam para ele um enterro digno: O caixão (representei com uma caixa preta de óculos), os convidados lançavam flores sobre o caixão já na sepultura... Já devidamente enterrado, uma coroa de flores foi delicadamente colocada enquanto o padre lia no Livro Sagrado a frase: DO PÓ VIEMOS E AO PÓ VOLTAREMOS!!! Uma das crianças (bem pequena, por sinal) lembrou que nos enterros sempre tem CHORO! Ok, ok... A empregada chorou muuuuito, precisou ser amparada pela patroa... A coitada empregada, muito emocionada, foi a última a deixar o cemitério.

Em 05/02/2011 Shopping Higienóolis